Visite a página de Recursos para servir com segurança para dicas e ferramentas para servir de forma segura a sua
comunidade e faça uma doação à LCIF para impulsionar o serviço dos Leões do conforto e segurança do seu lar.

Início The Lions Blog Como nossos convidados Os Leões ajudam vítimas de um terremoto, tratando as como se fossem parte da família
Ação Global

Como nossos convidados - Os Leões ajudam vítimas de um terremoto, tratando-as como se fossem parte da família

Joan Cary 12 de Janeiro de 2021

Quando um fortíssimo terremoto atingiu o Mar Egeu, na costa oeste da Turquia, no último outono, os Leões e Leos foram integrantes da primeira organização não governamental a chegar a um dos locais de socorro.

Os Lions clubes tiveram uma ótima reação imediata, e isso fez com que todos nós percebêssemos a verdadeira força que temos como Leões, uma força da qual às vezes nos esquecemos.

"Onde eu posso ir?" “Como posso encontrar as autoridades?” “Onde vou morar?” “Quem vai alimentar meus filhos?”

Embora os Leões não tivessem respostas imediatas para essas perguntas - e as muitas outras que se seguiriam feitas pelos milhares em desespero, as pessoas sabiam que os Leões vestidos com coletes amarelos encontrariam respostas e os ajudariam sem falta.

O terremoto de 7,0 atingiu o ponto mais forte às 15:00 do dia 30 de outubro em Izmir, a terceira maior cidade da Turquia com cerca de 4 milhões de habitantes.

Em uma hora, os Leões estavam organizando esforços para ajudar. Em três horas, os Leões do Distrito 118R montaram estandes e mesas atrás de um prédio desabado e, às 18:00, estavam distribuindo água, desinfetante e as primeiras das 150.000 máscaras que iriam para os sobreviventes e equipes de busca e socorro. Além da catástrofe, a pandemia se alastrava, e era fundamental que fossem tomadas precauções de segurança.

Leões do Distrito 118R montaram estandes e mesas atrás de um prédio desabado

Às 19:00 horas, quatro horas após o terremoto atingir a área, os Leões estavam servindo a primeira refeição quente com canja de galinha para milhares.

O serviço continuou sem parar por 10 dias. Os Leões e Leos trabalharam juntos se alternando nas barracas de socorro de emergência, atendendo de 2.000 a 4.000 pessoas por dia, disse o Leão Esengül Erkan, governador do distrito 118R. Havia pães, doces, salgados com queijo e carne, sobremesas e bebidas típicas turcas, como o tradicional ayran (uma bebida saudável de iogurte turco) para distribuir aos famintos.

Mas a lista de necessidades ia muito além da comida. Os Leões distribuíram 5.000 cobertores e 5.000 pacotes de fraldas para bebês, 500 camas, 1.000 jogos de roupa de cama, roupas íntimas, meias, brinquedos, jogos, sapatos, botas, sabonete e muito mais.

Na terceira noite, o tempo esfriou e não havia eletricidade devido ao terremoto e às necessidades das equipes de socorro. Os Leões trouxeram fogões, barris de metal e 40 toneladas de lenha para fornecer aquecimento na área da barraca de emergência.

Um casal de aposentados pediu ajuda aos Leões. Eles pensaram que teriam uma vida tranquila na aposentadoria, mas agora perderam sua casa. “O que nos tocou profundamente foi como expressaram sua gratidão”, disse o Leão Şebnem Güler, coordenador da equipe global de serviços do D118R. “Eles disseram que nas suas vidas nunca haviam pedido nada a ninguém antes. E que ficaram muito emocionados quando os Leões estavam oferecendo ajuda de uma maneira tão gentil e generosa, tratando-os como se fossem convidados dos Leões.

Após 10 dias, constantemente fazendo higienização e seguindo as diretrizes de segurança da COVID, os Leões e outras ONGs foram convidados a deixar os locais devido ao aumento do número de infectados pela COVID. Os Leões instalaram dois depósitos, um na área mais afetada pelo terremoto e o segundo na área no armazém de uma fábrica. Eles deixaram montada um pequeno estande para continuar a distribuir máscaras, desinfetante e água.

A ajuda com tudo isso veio dos clubes do Distrito Múltiplo 118 de toda a Turquia, incluindo 22 Lions clubes com associados mais jovens atuando em campo. Aqueles com associados mais velhos forneceram as necessidades e materiais para doações e apoio.

De acordo com o assessor de distrito Leo Simru Göven, há 19 Leo clubes no distrito Leo 118R, e 16 deles estão na cidade de Izmir. Nos esforços de socorro, 14 Leo Clubes Ômega e 94 Leos trabalharam ativamente praticamente 24 horas ao dia alternadamente nos locais de socorro de emergência.

Embora os Leões olhem para frente e o apoio continue, os Leos, assim como os Leões, percebem que há uma segunda onda de pessoas que estão ficando sem teto. Na mediada em que as autoridades verificam a segurança dos prédios de apartamentos, centenas de prédios estão sendo isolados, para serem demolidos por motivos de segurança.

“Além de ajudar as vítimas iniciais, agora começamos a ajudar essas pessoas que estão ficando sem-teto”, disse Güler.

Também veio ajuda de um subsídio de emergência de US$ 10.000 de LCIF, do DM 111 na Alemanha e de Lions clubes em toda a Turquia e Grécia, de acordo com o Leão Aysan Şakar, presidente de conselho do DM 118.

PDG Zeynep Kocasinan, coordenadora do Novas Vozes do DM 118, estava em Istambul e compartilhou apoio à distância.

“Vendo meus amigos Leos e Leões unidos e servindo abnegadamente, embora também tenham passado pela catástrofe, o medo e os efeitos, como se organizaram e foram servir, apoiar, fiquei profundamente emocionada e orgulhosa”, disse ela. “Eu honestamente posso dizer que minha confiança na nossa organização, minha crença nos nossos princípios de servir, minha crença no poder da estrutura organizacional e princípios ficou ainda mais fortalecida desde 30 de outubro”.

Desde o terremoto de Marmara, em 1999, na Turquia, quando 17.000 morreram e 250.000 ficaram desabrigados, os Lions clubes da Turquia têm trabalhado para estar preparados para desastres, ensinando adultos e crianças sobre terremotos.

“Os terremotos são uma grande realidade nas nossas vidas na Turquia”, disse ela. “Uma realidade assustadora”.

“Os Lions clubes tiveram uma ótima reação imediata, e isso fez com que todos nós percebêssemos a verdadeira força que temos como Leões, uma força da qual às vezes nos esquecemos. Ver como os Leões da Turquia conseguiram se reunir foi reconfortante”.


A pandemia de coronavírus (COVID-19) impactou comunidades em todo o mundo de diferentes maneiras. Para garantir que estamos servindo com segurança onde quer que vivemos, os Leões devem seguir as diretrizes dos Centros de Controle de Doenças, da Organização Mundial da Saúde ou das autoridades locais de saúde. Visite nossa página Servindo com segurança para obter recursos que podem ajudar você a servir sua comunidade com segurança.