A saúde e a segurança dos nossos Leões, funcionários e comunidades são nossa principal prioridade.

Leia sobre a

nossa resposta

ao COVID-19.

Ajude LCIF a apoiar a assistência dos Leões doando para o

Fundo para Socorro após Catástrofes.
Início The Lions Blog LCIF aumenta os subsídios para apoiar globalmente o Diabetes

LCIF aumenta os subsídios para apoiar globalmente o Diabetes

Karen Kilberg Novembro 14, 2018

2017 foi um ano incrível para Lions Clubs International. Comemoramos o ano do nosso centenário de serviços e entramos em um novo século, adicionando quatro novas causas globais às áreas prioritárias para enfoque. Para marcar o nosso centenário, pedimos aos Leões de todo o mundo para que combatessem a crescente epidemia do diabetes, e os Leões responderam a nossa convocação sem hesitarem.

A nossa visão do novo programa do diabetes é reduzir a prevalência do diabetes e melhorar a qualidade de vida para aqueles que sejam diagnosticados com a doença. Para fazer isso, pretendemos instruir os Leões e suas comunidades sobre o diabetes e pré-diabetes, desenvolver ambientes comunitários que inspirem e apoiem estilos de vida saudáveis, aumentar o acesso ao tratamento, medicamentos e equipamentos de diagnóstico do diabetes, bem como reforçar a coordenação e apoio na implementação de normas e planos em âmbito nacional para o diabetes.

Para conseguir isso, a Fundação de Lions Clubs International modificou e ampliou as oportunidades de subsídios do diabetes para apoiar projetos liderados pelos Leões que organizem acampamentos, renovação de infraestrutura, capacitação de profissionais da saúde e organização de eventos de testes do diabetes.  Os Leões responderam com muito entusiasmo com projetos que abordam uma série de atividades do diabetes.

Diabetes Tipo 1

Leões e participantes do acampamento na Áustria

Os Leões da Áustria realizaram um acampamento do diabetes para jovens com diabete tipo 1 em Gratz no verão passado. Trinta e dois jovens participaram do acampamento de uma semana, que os ensinou a gerenciar independentemente o diabetes, contando a ingestão de carboidratos, calculando as doses de insulina e lidando com bombas e injeções de insulina. Thomas, um participante do acampamento, disse aos Leões, “Sou grato por ter participado do acampamento do diabetes. Aprendi com os médicos, como cuidar da minha alimentação diária, além de medir e calcular quanta insulina preciso. Também aprendi como me preparar para esportes como natação e futebol. Além disso, pude fazer novos amigos com a mesma condição. Com eles, eu posso falar sobre o diabetes e não me sinto mais tão sozinho com meus problemas".

Diabetes tipo 2 e retinopatia diabética

Enquanto os Leões da Áustria combatem o diabetes tipo 1, os Leões de Uganda estão trabalhando para tratar de complicações do diabetes tipo 2, principalmente a retinopatia diabética. Com o apoio de um subsídio do SightFirst de LCIF, os Leões de Uganda estão implementando o primeiro programa de testes e tratamento da retinopatia diabética de Uganda, em que eles também estão fazendo testes em indivíduos em situação de risco para o diabetes. Os Leões estão trabalhando com a Universidade Mbarara e Centro Oftalmológico do Hospital Regional para aumentar a capacidade do hospital de diagnosticar e tratar pessoas com retinopatia diabética.

Centenas se mobilizaram em Lyantonde durante o lançamento da Marcha do Dia Mundial da Visão e Lançamento do Projeto da Retinopatia Diabética do Lions

O projeto vai aumentar os recursos humanos do sudoeste de Uganda, proporcionado treinamento no vítreo-retinal para um oftalmologista e treinamento de 16 novos enfermeiros oftálmicos e cinco novos profissionais clínicos em oftalmologia. No final do projeto de três anos, 100.000 pessoas terão passado por testes do diabetes, 10.000 diabéticos terão passado por testes de retinopatia diabética e mais de 800 pacientes com retinopatia diabética terão recebido tratamento na unidade oftalmológica recentemente equipada.  

Os Leões de Uganda aproveitaram as atividades do Dia Mundial da Visão em setembro em Lyantonde para lançar oficialmente o seu projeto. Houve a participação da Ministra dos Cuidados de Saúde Primários de Uganda, que estava apreensiva pelo fato de Lyantonde não possuir um oftalmologista para oferecer atendimento oftalmológico, mas elogiou os Leões pelo seu compromisso de servir aqueles que necessitem de cuidados da visão e do diabetes no distrito através do projeto realizado. O lançamento foi seguido por uma semana de exames oftalmológicos gratuitos no Hospital de Lyantonde, onde centenas de pacientes tiveram acesso a cirurgias.

Visite lcif.org/BE100 para aprender como a Campanha 100 vai liderar a incumbência de reduzir a prevalência do diabetes e melhorar a qualidade de vida para aqueles que sejam diagnosticados e continuar a apoiar a redução da cegueira evitável e deficiência visual em todo o mundo.  


Karen Kilberg é especialista em programas regionais das Iniciativas para a Saúde Global da Fundação de Lions Clubs International.