Visite a página de Recursos para servir com segurança para dicas e ferramentas para servir de forma segura a sua
comunidade e faça uma doação à LCIF para impulsionar o serviço dos Leões do conforto e segurança do seu lar.

Início The Lions Blog Caindo do paraíso
Fundação de serviços

Caindo do paraíso

Lara Lebeck e Caryn Lerner 15 de Setembro de 2020

Para muitos, a Austrália é o paraíso na Terra. De norte a sul, a impressionante Austrália oferece paisagens diversas de tirar o fôlego - exuberantes florestas tropicais no nordeste que se transformam em majestosas cadeias de montanhas no sul do país. A beleza natural combinada com o toque cosmopolita são, sem dúvida, um dos motivos pelos quais 26 milhões de pessoas chamam este país de casa e outros milhões decidem visita-lo a cada ano.

“A única maneira de descrever aqueles dias é dizendo que as portas do inferno se abriram”, relembrava Brendon O'Connor, capitão da Brigada RFS de Balmoral.

Mas no centro do sexto maior país do mundo em área total, há um deserto. Deserto este que nos últimos meses de 2019 transformou o paraíso em inferno. “A única maneira de descrever aqueles dias é dizendo que as portas do inferno se abriram”, relembrava Brendon O'Connor, capitão da Brigada RFS de Balmoral.

Os australianos estão acostumados com incêndios florestais. A seca e os ventos fortes dos meses de verão no país normalmente aumentam o risco de incêndios, colocando em alerta máximo as pessoas nas proximidades. Nos últimos meses de 2019, agora conhecidos como Verão Negro, os australianos trabalharam desesperadamente para salvar suas propriedades das chamas vorazes, mas acabaram abandonando o esforço infrutífero para fugir rumo ao oceano no intuito de salvarem suas vidas.

os australianos trabalharam desesperadamente para salvar suas propriedades das chamas vorazes

Com mais de 46 milhões de hectares destruídos pelos megaincêndios do ano, milhares perderam suas casas e quase um bilhão de animais, a vida.

O Verão Negro vai deixar cicatrizes na Austrália por décadas.

Onde há uma necessidade, há LCIF e Leões
A necessidade foi imediata. Enquanto a fumaça enchia o céu de novembro a janeiro nos estados de Nova Gales do Sul, Vitória e Austrália do Sul, os Leões se mobilizaram rapidamente, preparando refeições para os primeiros socorristas que lutavam contra os incêndios e tratavam os feridos. Os Leões também coletaram e distribuíram alimentos e outros itens de emergência e realizaram eventos de arrecadação de fundos para as vítimas do incêndio.

Para expandir exponencialmente o impacto, os Leões buscaram o apoio da sua Fundação - Fundação de Lions Clubs International (LCIF) - aproveitando um subsídio de Socorro após Catástrofes de US$ 103.000 de LCIF para restaurar a infraestrutura hídrica no Distrito 202-N1, onde muitas famílias usam caixas d'agua na superfície para armazenar água potável. “Quando as chamas se espalharam, o calor do incêndio derreteu as caixas d'agua, deixando as famílias sem água potável”, explicou um bombeiro local. Com o subsídio de LCIF, os Leões compraram e instalaram novas caixas d'agua, dando às famílias o vital acesso à água potável.

Além disso, LCIF forneceu mais de US$ 200.000 em fundos para grandes catástrofes para apoiar os esforços de socorro emergencial e iniciar o processo de reconstrução nas áreas mais afetadas da Austrália.

Levando esperança
Após os incêndios, a Presidente do Conselho de LCIF, Gudrun Yngvadottir, e o Ex-Presidente Internacional do Lions, Barry Palmer, natural e residente da Austrália por toda a vida, visitaram Balmoral, uma das áreas mais atingidas. Eles se encontraram com residentes locais que enfrentavam a difícil tarefa de reconstruir suas casas, seus meios de subsistência, suas vidas. O novo vídeo de LCIF “LCIF: levando esperança após os incêndios florestais da Austrália” captura a emoção pura e a devastação imensurável.

Recuperação durante uma pandemia
A pandemia de coronavírus (COVID-19) trouxe grandes desafios aos esforços de recuperação da Austrália. O governo foi forçado a mudar o foco e se concentrar nas necessidades imediatas - conter a propagação do vírus. Muitas áreas afetadas pelo fogo foram deixadas para trás. Muitos continuam a lutar financeira e emocionalmente.

Contudo, há esperança. Os Leões foram os primeiros a correr em direção aos mais atingidos no Verão Negro, e eles ainda estão lá. Com oportunidades de subsídios, como os subsídios para o Impacto de Distritos e Clubes junto à Comunidade, LCIF também está lá, ajudando os Leões a reconstruírem o paraíso na Terra.

A cada ano, o paraíso de milhões de pessoas na Terra é devastado por incêndios catastróficos, inundações, tempestades de vento e outras catástrofes naturais. Você está disposto a ajudar? lionsclubs.org/donate


Lara Lebeck é especialista em comunicações e marketing da Fundação de Lions Clubs International. Caryn Lerner é a especialista sênior em conteúdo da Fundação de Lions Clubs International.