Sempre vigilante

Joan Cary Março 15, 2018
Cão fareja gotas letais de açúcar no sangue
Minnesota
USA

O companheiro Leão Lu Ommen, de Minnesota, a cada poucos meses tinha que ser socorrido por uma equipe de ambulância. Ele entrava em choque diabético com risco de vida, apresentando níveis de açúcar no sangue baixos o suficiente para causar uma convulsão perigosa.

Mesmo apreciando o bom trabalho da equipe de socorristas, há muito tempo Ommen não solicita uma viatura. Ele é grato ao Gilbert e aos Leões por isto.

Gilbert, um labrador preto de 28 quilos, há quatro anos tornou-se companheiro de Ommen, acompanhando-o o tempo todo. Ele está sempre com o Ommen, seja no campo de golfe, reunião do Lions Clube Harmony, do qual é presidente, no jogo de raquete pickleball, na igreja ou quando for dormir - o cão de serviço do diabetes é seu companheiro constante.

Quando o nível de açúcar no sangue de Ommen fica muito baixo ou muito alto - abaixo de 100 ou acima de 140 - Gilbert o toca com a pata para alertá-lo.

"Quanto mais fora do normal o sangue estiver, mais forte ele bate com a pata", explica Ommen. “Se o nível de açúcar estiver totalmente descontrolado, ele até late para me alertar”.

Em determinadas circunstâncias, Gilbert também alerta os colegas de Ommen sobre os níveis de açúcar no sangue quando eles estão por perto, captando sinais na respiração, depois tocando-os com a pata.

“Ele pode alertar qualquer pessoa”, explica Ommen. “Esse cachorro é incrível”.

Gilbert, que agora tem 6 anos, foi enviado pelo canil Can Do Canines para o Lu e a Sue Ommen. O canil é uma organização sem fins lucrativos patrocinada pelos Leões, localizada nos arredores de Minneapolis, que desde 1989 proporciona gratuitamente 600 cães de serviço para a população de Minnesota e para o estado vizinho de Wisconsin. O cão foi treinado para monitorar a respiração diurna e noturna do seu parceiro humano.

Quando o nível de açúcar no sangue de Ommen fica muito baixo ou muito alto - abaixo de 100 ou acima de 140 - Gilbert o toca com a pata para alertá-lo.

O companheiro Leão Alan Peters, fundador e diretor executivo da organização, explica que a mudança de açúcar no sangue começa no estômago de uma pessoa e cria um cheiro diferenciado no hálito. Embora seja impossível para os humanos detectarem, o cheiro é bem perceptível para o nariz sensível de um cão treinado.

Peters também é diabético, tendo descoberto isto por meio do seu próprio exame de sangue quando se voluntariou em um evento de exames de glicose do Lions.

Cães como o Gilbert eram desconhecidos quando ele fundou a organização, mas agora estão em grande demanda. Can Do Canines tem uma lista de espera de 184 pessoas e já fez a parceria de 42 cães com pessoas diabéticas.

Os outros cães, que são mais de 600, servem como assistentes da audição, cães da mobilidade, cães de serviço para epilepsia e autismo.

Muitas vezes, as pessoas que mais precisam de um cão de serviço são aquelas que não podem pagar, afirma Peters. Cada cão de serviço custa aproximadamente US$ 25.000 à organização, desde o nascimento até a idade de 2 anos, quando são apresentados aos donos. Este é o momento em que o apoio dos Leões do Distrito Múltiplo 5M torna-se essencial.

Os Leões de Minnesota doaram mais de US$ 182.000 para a organização durante o ano Leonístico de 2016-2017, confirma Peters.

“São os nossos maiores apoiadores. O valor deles é inestimável, não apenas em termos financeiros. Os Leões têm maior capacidade de compreender as necessidades da comunidade”.

Graças à doação de US$ 75.000 proveniente dos clubes, juntamente com um subsídio da Fundação de Lions Clubs International de US$ 75.000, a organização Can Do Canines conseguiu acrescentar 10 canis ao seu estabelecimento.

Gilbert talvez se lembre desses canis quando vier nos visitar, mas agora ele dorme ao lado da cama dos Ommens, acordando à noite responsavelmente para verificar o hálito do seu parceiro.

“Estou sempre atento ao que ele faz”, exclama Ommen.

Se o Gilbert pudesse falar ele diria a mesma coisa.

As melhores histórias do planeta.

Todo mês, a Revista LION publica histórias inspiradoras sobre o impacto que os Leões estão causando em suas comunidades locais e ao redor do mundo.

Leia a última edição