Início Lions comemora 20 anos do SightFirst em Madagascar
 

Lions comemora 20 anos do SightFirst em Madagascar

Jamie Konigsfeld Maio 10, 2019

A catarata é a principal causa de cegueira no mundo. Visando mudar a realidade para as pessoas afetadas, os Leões de Madagáscar iniciaram um projeto SightFirst para tratar deste problema há mais de 20 anos. Desde então, estes Leões passaram a fazer muito além disto.

“Quando vemos o sorriso das pessoas que ajudamos, vai direto ao coração”, diz Leão Anja Ramilison do Antananarivo Lions Club. “Não há riqueza no mundo possa comprar o sentimento de felicidade que surge quando se ajuda o próximo”.

Lions SightFirst Madagascar (LSFM), um programa bancado pela Fundação de Lions Clubs International (LCIF), recentemente comemorou seu 20º aniversário restaurando a visão e expandindo serviços completos para tratar da saúde ocular em toda Madagascar.

Não há riqueza no mundo possa comprar o sentimento de felicidade que surge quando se ajuda o próximo.



Aproximadamente 1,3 bilhões de pessoas no mundo vivem com algum tipo de deficiência visual, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, seja um erro de refração, catarata ou outra condição ocular. No entanto, cerca de 80 por cento de todas as deficiências visuais são evitáveis. Muitas vezes, basta um par de óculos para que a pessoa possa ver claramente. Apesar disso, milhões de pessoas estão vendo a vida com a visão embaçada.

Em Madagascar, quase 80 por cento da população vive com menos de US$ 1,90 por dia e não pode pagar por exames oftalmológicos ou óculos. Desta forma, além de um grande problema com a catarata, há muitas pessoas que vivem com erro de refração não corrigido. Os pais que perderam a visão já não conseguem cuidar de suas famílias. Eles não podem trabalhar, portanto não têm como se sustentar. Além da problemática situação econômica, a cegueira e as deficiências visuais levam a outros problemas de saúde e diminuem a expectativa de vida.

Reconhecendo este problema enorme, os Leões de Madagascar abriram o Centro Oftalmológico do SightFirst de Madagascar, que está aberto todos os dias da semana para prestar cuidados oftalmológicos àqueles que necessitam. O centro oftalmológico se empenha em ampliar o acesso a cuidados oftalmológicos completos, que incluam o tratamento de erros de refração não corrigidos e ofereçam óculos acessíveis feitos localmente. Além disso, o centro treina médicos para realizar exames e cirurgias de catarata que restauram a visão de pessoas anteriormente cegas.

Na história de 20 anos do LSFM, o centro fez grande progresso no combate à deficiência visual e cegueira. Já foram:

  • realizadas 77.794 cirurgias de catarata
  • distribuídos 101.644 pares de óculos
  • diagnosticados e tratados 602 casos de retinopatia diabética
  • treinados mais de 60 médicos

Estas realizações não teriam sido possíveis sem LCIF e o apoio de 53 Lions e Leo clubes. No geral, LCIF concedeu sete subsídios ao LSFM, totalizando US$ 4.144.623.

Para comemorar o 20º aniversário, os Lions e Leo clubes do LSFM organizaram um desfile e realizaram uma enorme atividade de testes oftalmológicos. Mais tarde no mesmo dia, os funcionários do LSFM receberam medalhas do governo de Madagascar pelas contribuições excepcionais que fizeram.

Visite LCIF.org/BE100 para saber como a Campanha 100 lidera a incumbência de livrar o mundo da cegueira infecciosa, reduzir a cegueira evitável e deficiências visuais e melhorar a qualidade geral de vida daqueles afetados por elas.


Jamie Konigsfeld é especialista em conteúdo de marketing da Fundação de Lions Clubs International.