Small Font Medium Font Large Font

Lions Clubs International Lions Clubs Online Radio We Serve

Jornada de Zahraa pela visão


print
"O fato de Zahraa poder ter ido até os Estados Unidos mudará sua vida para sempre. Agora ela terá as mesmas oportunidades que as outras crianças para ser bem-sucedida na vida, que é o que todos nós queríamos."

John Kempen,
Sargento, Exército dos Estados Unidos

"Nós trabalhamos duro para que isso acontecesse. O sargento Kempen e sua mãe nos ligaram porque sabiam que o Lions combatem a cegueira e que, se alguém podia ajudar Zahraa, seria o Lions."

Frank Bocek,
Lions Clube Crandon

"Na nossa rede de Lions Clubes, as notícias correm rápido. Quando as lideranças internacionais souberam o que estava acontecendo nesta comunidade, sabíamos que era obra da liderança forte e da cooperação do Leões, aqui e lá."

Al Brandel,
Presidente do Lions Clubs International, 2008-2009

Dando a uma menina iraquiana o dom da visão

Quando estava no Iraque, o sargento John Kempen percebeu que uma menina chamada Zahraa não viu quando ele jogou doces para ela e outras crianças. Kempen levou Zahraa a seu médico, depois conversou com médicos iraquianos que disseram que não podiam ajudá-la. O pai de Zahraa disse que ela nasceu com um problema de visão doloroso, e que tudo o que os médicos locais podiam fazer era dar-lhe colírio, com pouco efeito.

Localização: Crandon, Wisconsin, EUA
Crandon, Wisconsin, EUA

 

Os Leões entram em cena:
Sem saber a quem recorrer, Kempen encontrou a ajuda de Leões, conhecidos por seu trabalho de combate à cegueira evitável em todo o mundo. Sua mãe, no Wisconsin, entrou em contato com o Lions Clube local, que trabalhou com o Lions de Wisconsin, o Lions Clubs International e o Lions da Jordânia para conseguir que Zahraa viajasse para os EUA para ser avaliada na Clínica Oftalmológica de Wisconsin. Quando os médicos descobriram que Zahraa precisaria de dois transplantes de córnea, o Lions explicou a situação ao Banco Leonístico de Olhos de Wisconsin e ao Aspirus Wausau Hospital, que concordaram em doar as córneas e as cirurgias. Zahraa passou por dois transplantes de córnea bem-sucedidos, um em cada olho.

Resultado:
“Quando Zahraa chegou aos EUA, ela mal conseguia ler o ‘E’ grande no painel de exame. Hoje ela consegue ler a quarta linha e sua visão continuará a melhorar com o tempo, conforme diminuir o inchaço do tecido da córnea”, diz o Dr. Kevin Flaherty, que doou seu serviço para operar Zahraa. Após as cirurgias, a visão de Zahraa começou a melhorar em ritmo rápido. Depois de passar cerca de dois meses nos EUA, Zahraa voltou para sua terra natal, onde pode finalmente ir à escola com as outras crianças. “Ela vai ir para a escola. Vai brincar com as outras crianças. Vai virar uma esquina. ... Isso é um milagre”, diz Bushra, avó de Zahraa.

Fatos engraçados:
Este projeto foi muito popular na mídia dos EUA e foi destaque nacional no “Good Morning América” e no “ABC World News”. Em agradecimento pela compaixão e ação do sargento Kempen, o presidente do Lions Clubs International, Al Brandel, concedeu-lhe a Ordem Internacional do Leão.

 

Links relacionados:

Assista à Jornada de Zahraa pela visão na LQ

Compartilhe seu projeto

Obtenha mais informações sobre subsídios da LCIF


 

 

 

 

Dicas e ferramentas

Dando a uma menina iraquiana o dom da visão

Por onde vocês começaram? »
Quando a mãe do sargento Kempen entrou em contato conosco, falamos com outros Lions Clubes na região, com o hospital local e com o Lions Clubs International para ajudar a facilitar essa grande empreitada.
Como vocês custearam este projeto? »
Uma família anfitriã do Lions, Diane e Emil Wasniewski, ofereceu comida, roupas e abrigo para Zahraa e sua avó durante sua estada nos EUA. O Banco Leonístico de Olhos do Wisconsin e o Aspirus Wausau Hospital doaram as córneas e as cirurgias foram providenciadas pelo Dr. Kevin Flaherty e pela Clínica de Olhos de Wisconsin. Além disso, o Lions Clubs International ajudou a cobrir as despesas de viagem.
Como Zahraa e sua avó se ajustaram em sua estada em Wisconsin? »
Zahraa e sua avó enfrentaram desafios, incluindo a barreira linguística, o clima frio do Wisconsin e uma dieta completamente diferente. A família anfitriã ajudou Zahraa a aprender um pouco de inglês, além de usarem gestos e livros de tradução para se entenderem. A família também levou Zahraa e Bushra para compras de roupas quentes e alimentos, e cozinharam refeições que foram depois compartilhadas.
Algum conselho especial? »
Procure outras pessoas da comunidade para tornar seus projetos um sucesso. A viagem de Zahraa aos EUA e os transplantes de córnea bem-sucedidos foram o resultado do trabalho duro e da compaixão de muitas pessoas. Leões procuraram outras pessoas para obter assistência, incluindo o Banco Leonístico de Olhos de Wisconsin, o Aspirus Wausau Hospital, Dr. Kevin Flaherty e a Clínica de Olhos de Wisconsin.

© Lions Clubs International
300 W. 22nd Street, Oak Brook, IL 60523-8842

Custom web development, hosting and implementation provided by Alkon Consulting